Arquivo anual 2019

Hemocentro coleta mais de 17 mil bolsas de sangue no primeiro semestre

O Hemocentro de Ribeirão Preto coletou no primeiros semestre de 2019, 17.247 bolsas de sangue. O volume corresponde às coletas realizadas na sede da Instituição, no campus da USP, e no posto de coleta, da rua Quintino Bocaiúva, 470, próximo a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas.

Comparado ao mesmo período de 2018 foi registrado queda de quase 6%. No primeiro semestre do ano passado foram coletadas 18.318 bolsas, 1.071 a mais.  O número de candidatos também caiu. Nos primeiro semestre de 2018 foram contabilizados 19.034 candidatos a doação. Em 2019, o número foi de 18.163.

O Hemocentro funciona de domingo a domingo em sua sede, no campus da USP, e de segunda a sábado no posto de coleta. No campus, o funcionamento de segunda a sexta é das 7h às 13h. Aos sábados, domingos e feriados das 7h às 12h30. O posto de coleta funciona de segunda a sexta das 7h30 às 17h30. Sábados e feriados das 7h às 12h30.

O sangue tipo O Negativo é o mais necessitado no momento. O estoque do Hemocentro indica 21 bolsas, quando o necessário para suprir a demanda dos hospitais de Ribeirão Preto é de 67 bolsas. 

Compartilhe:

Pesquisadores do CTC-USP desvendam novos mecanismos que regulam a pluripotência em células-tronco embrionárias

Karina Toledo | Agência FAPESP

Capazes de originar diferentes tecidos do corpo humano, as células-tronco embrionárias (CTEs) passaram a representar, na virada do século, uma esperança de tratamento para diversas condições de saúde. Mas, à medida que as pesquisas avançaram, percebeu-se que entender e controlar o comportamento dessas células seria um desafio maior que o imaginado inicialmente.

Estudos mostraram que uma mesma população de CTEs pode ser bastante heterogênea e que o potencial de pluripotência, ou seja, de se diferenciar nos mais diversos tipos celulares, poderia variar entre as células oriundas de um mesmo embrião e ainda mais entre diferentes linhagens. Descobriu-se, posteriormente, que, na medida em que a diferenciação avança, se altera no interior das células-tronco o nível de determinados microRNAs – pequenas moléculas de RNA que não codificam proteínas, mas desempenham função regulatória em diversos processos intracelulares.

Ao investigar mais detalhadamente o papel de 31 desses microRNAS observados nas CTEs humanas, pesquisadores do Centro de Terapia Celular (CTC) de Ribeirão Preto identificaram vias de sinalização envolvidas tanto na manutenção da pluripotência como na indução do processo de diferenciação – descoberta que abre novas perspectivas para as pesquisas na área.

Resultados do estudo, apoiado pela FAPESP, foram divulgados na revista Stem Cell Research & Therapy. O CTC é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID-FAPESP) sediado na Universidade de São Paulo (USP).

“Com base nessas informações, podemos pensar no desenvolvimento de drogas para facilitar o cultivo de CTEs em laboratório e até mesmo para fazer com que essas células regridam ao estágio mais inicial de desenvolvimento, denominado naive, no qual a capacidade de originar qualquer tipo de tecido é maior”, disse Rodrigo Alexandre Panepucci, pesquisador da Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto e coordenador do trabalho.

Clique aqui e confira a reportagem completa publicada na Agência FAPESP.

Compartilhe:

Artigo apresenta projeto de ensino de genética e imunologia do câncer para alunos do ensino básico

Os pesquisadores/orientadores do programa Pequeno Cientista, da Casa da Ciência do Hemocentro RP, publicaram o artigo “Genética e Imunologia do Câncer para alunos do ensino básico: relato de uma experiência”, na última edição da Revista Brasileira de Extensão Universitária da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

O artigo apresenta as etapas de desenvolvimento do projeto de extensão intitulado “A genética dos soldados contra o câncer”, que teve como objetivo principal compartilhar conhecimentos acadêmicos acerca da gênese, genética e imunologia do câncer com alunos da rede básica de ensino e com a comunidade.

O câncer é um assunto frequente na mídia e no cotidiano de muitos estudantes, uma vez que ainda representa um problema de saúde pública com elevado apelo emocional e social. A falta do senso crítico no processo de ensino e aprendizagem é evidenciada pela defasagem de informações e conceitos científicos básicos durante a formação escolar.

A proposta contou com a participação de nove alunos da rede básica de ensino, orientados por três pós-graduandos, durante 12 encontros semanais com uma hora de duração. As aulas foram expositivas argumentativas e práticas, tendo sido utilizadas como ferramentas pedagógicas jogos, debates, infográficos e vídeos.

A abordagem de uma temática pertinente à realidade dos alunos e o uso de estratégias pedagógicas alternativas possibilitou a apropriação do conhecimento e a assimilação significativa dos conceitos abordados. Dessa forma, o projeto contribuiu para o processo de formação dos alunos e difusão destes conhecimentos à comunidade, além de viabilizar o exercício didático e crítico aos pós-graduandos.

O artigo completo está disponível no link: https://bit.ly/2OcU3ST

Casa da Ciência

A Casa da Ciência teve início em 2001 e integra as atividades educacionais do Centro de Terapia Celular da USP, um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP, e do Hemocentro RP.

Compartilhe:

Hemocentro fará coleta em Morro Agudo sábado, 20/07

A equipe de coleta de externa do Hemocentro de Ribeirão Preto estará, neste sábado, 20/07, em Morro Agudo, para mais uma manhã de coleta de sangue, que vai acontecer das 7h às 12h.

A coleta será na Escola Maria Amália Volpon Figueiredo, na rua Barão do Rio Branco, 722. Para doar sangue é necessário ter entre 18 anos e 69 anos, ter boa saúde e pesar mais de 50 quilos. Menores de 18 anos podem doar com autorização dos pais ou responsáveis.

Compartilhe:

I Workshop de Pós-Graduação

O I Workshop de Pós-Graduação em Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular tem como objetivo reunir e permitir a interação acadêmica e científica entre os discentes e docentes dos Programas de Pós-graduação da FMRP USP. 

O evento será realizado no Hemocentro de Ribeirão Preto, em 29 de agosto de 2019, das 8h15 às 17h.

O evento incluirá palestras que têm como destaque o empreendedorismo e inovação, terapia celular e medicina de precisão, além da divulgação dos projetos e produção científica relacionados aos Programas de Pós-graduação da FMRP USP. 

Os resumos na categoria de mestrado e doutorado serão apresentados no formato de apresentação oral ou visita guiada e os melhores trabalhos serão premiados.

O evento terá a presença da Coordenação do Evento, Coordenação do Programa de Pós-graduação em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular, Coordenação da Comissão de Pós-graduação da FMRP USP e do Diretor Presidente da FAPESP. 

Os palestrantes incluem membros do SUPERA Parque, o Prof. Dr. David F. Stroncek do National Institutes of Health (EUA) e o Prof Dr Leandro Colli da FMRP USP.

Para se inscrever ou saber mais acesse: http://ceduc.fmrp.usp.br/workshop/

Compartilhe:

Bolsa CAPES – Programa de Pós-Graduação em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular da FMRP-USP

O Programa de Pós-Graduação em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular da FMRP-USP oferece uma bolsa de pós-doutorado, concedida pela CAPES. As inscrições devem ser realizadas do dia 20/06 a 15/07/2019.

Clique aqui para conferir a documentação necessária que deve ser enviada para o e-mail: ppg.octc@usp.br.

A avaliação dos candidatos será realizada em duas etapas. Na primeira será feita a análise do curriculum, análise do projeto e análise do plano de trabalho. Na segunda etapa será medido o desempenho durante a arguição do projeto perante comissão julgadora em entrevista presencial ou por Skype.

O processo seletivo será realizado por comissão julgadora constituída de três docentes do PPG em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular da FMRP-USP. A segunda etapa será realizada no dia 19/07, na Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto.

A divulgação dos resultados está prevista para o dia 29/07 e será  disponibilizada no site: http://ceduc.fmrp.usp.br/oncologia-clinica/.

Mais informações pelo telefone (16) 3315-4603.

 

Compartilhe:

Participe do 29º Mural da Casa da Ciência

A Casa da Ciência realiza o “29º Mural” no dia 04/07, às 14h30, no Hemocentro de Ribeirão Preto.

A atividade marca o encerramento do semestre nos dois principais programas da instituição, o Adote um Cientista e o Pequeno Cientista.

Na reunião serão apresentados os avanços obtidos aos longo dos encontros semanais, entre alunos da rede básica de ensino e seus orientadores pós-graduandos, pesquisadores, docentes da USP e de outras universidades.

O Mural é aberto ao público e funciona nos moldes de um congresso científico, onde os estudantes trocam conhecimentos entre si, apresentam os trabalhos para o público em geral e são avaliados por pesquisadores convidados.

O Hemocentro RP está localizado próximo ao Campus da USP, na Rua Tenente Catão Roxo, 2501.

A Casa da Ciência teve início em 2001 e integra as atividades educacionais do Centro de Terapia Celular da USP, um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP, e do Hemocentro RP.

Para mais informações sobre o projeto acesse o site: www.casadaciencia.com.br.

Compartilhe:

Festival internacional leva ciência a bares de Ribeirão Preto

Bar é lugar de cerveja gelada, petiscos e muita diversão, certo? Mas nos dias 20, 21 e 22 de maio, esse cardápio vai ganhar outro item bastante saboroso: ciência. Nesses dias, Ribeirão Preto recebe mais uma edição do Pint of Science, um festival internacional de divulgação científica.

O evento cresceu e, em 2019, ganha os bares de 24 países. No Brasil serão 87 cidades nas cinco regiões. Esse número transformou o País em recordista do festival em quantidade de cidades.

Em Ribeirão, professores e pesquisadores de várias instituições vão conversar diretamente com o público nas cervejarias Invicta e Lund sobre temas como saúde, genética, democracia, comunicação e exercícios físicos. A entrada é gratuita e o público paga apenas o que consumir nos bares. Também não serão feitas reservas de mesas, portanto é importante chegar com antecedência.

A organização local do evento é feita pelo Centro de Terapia Celular, Instituto de Estudos Avançados Polo Ribeirão Preto e Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias, que são instituições ligadas à USP Ribeirão Preto. A programação completa e mais informações estão disponíveis no site http://pintofscience.com.br/events/ribeiraopreto.

Sobre o evento

Pint of Science começou em 2012, quando os pesquisadores do Imperial College LondonMichael Motskin e Praveen Paul organizaram um evento para que pacientes com Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla pudessem conhecer as pesquisas e os laboratórios em que os dois atuavam.

A ideia deu tão certo que os dois decidiram criar uma forma de tirar os pesquisadores de seus laboratórios e levá-los para conversar com o público. Surgia, assim, em maio de 2013, o Pint of Science.

No Brasil, o festival foi realizado pela primeira vez em 2015, em São Carlos (SP), pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP. A iniciativa caiu no gosto do público e rapidamente se espalhou, sendo levada a sete cidades em 2016, a 22 em 2017 e a 56 em 2018. A organização envolve pessoas ligadas a universidades e institutos de pesquisa de todo o País, que trabalham voluntariamente para que o evento cresça a cada ano.

fonte: https://sites.usp.br/iearp/

Compartilhe:

FMRP inaugura Departamento de Imagens Médicas, Hematologia e Oncologia Clínica

Participaram da cerimônia o atual reitor da USP Prof. Dr. Vahan Agopyan e o ex-reitor Prof. Dr. Marco Antonio Zago. Também estiveram presentes a diretora da FMRP USP Prof. Dra. Margaret de Castro, o superintendente do HCFMRP-USP Prof. Dr. Benedito Carlos Maciel e o diretor presidente do Hemocentro de Ribeirão Preto e coordenador do CTC-USP Prof. Dr. Dimas Tadeu Covas.

Compartilhe:

CTC-USP realiza o “2º Encontro Brasileiro de High Content Screening”

O Centro de Terapia Celular (CTC-USP) promove o “2º Encontro Brasileiro de High Content Screening”, de 15 a 19 de Julho, no Hemocentro de Ribeirão Preto.

O evento tem como objetivo divulgar abordagens de triagens funcionais baseadas em ensaios celulares em placas (utilizando, por exemplo, siRNAs, microRNAs, CRISPR ou drogas), assim como, métodos de análise celular multiparamétrica baseados em microscopia de fluorescência quantitativa automatizada (ou High Content Screening/Analysis – HCS/A).

O encontro traz nos dias 15 e 16/07, oito palestras científicas (três internacionais), além de mais duas mesas redondas com cinco palestrantes. Já nos dias 17, 18 e 19/07, serão ministrados três minicursos com atividades práticas.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo link: http://bit.ly/2Dtboz0.

O participante interessado em submeter resumo para pôster científico tem até o dia 15 de junho para realizar a inscrição pelo mesmo link acima.

As informações completas sobre todas as palestras, mesas e minicursos estão no site: www.hemocentro.fmrp.usp.br/hcs/.

Saiba mais sobre o High Content Screening:

Compartilhe: