Pesquisadores do CTC-USP desvendam novos mecanismos que regulam a pluripotência em células-tronco embrionárias

Karina Toledo | Agência FAPESP

Capazes de originar diferentes tecidos do corpo humano, as células-tronco embrionárias (CTEs) passaram a representar, na virada do século, uma esperança de tratamento para diversas condições de saúde. Mas, à medida que as pesquisas avançaram, percebeu-se que entender e controlar o comportamento dessas células seria um desafio maior que o imaginado inicialmente.

Estudos mostraram que uma mesma população de CTEs pode ser bastante heterogênea e que o potencial de pluripotência, ou seja, de se diferenciar nos mais diversos tipos celulares, poderia variar entre as células oriundas de um mesmo embrião e ainda mais entre diferentes linhagens. Descobriu-se, posteriormente, que, na medida em que a diferenciação avança, se altera no interior das células-tronco o nível de determinados microRNAs – pequenas moléculas de RNA que não codificam proteínas, mas desempenham função regulatória em diversos processos intracelulares.

Ao investigar mais detalhadamente o papel de 31 desses microRNAS observados nas CTEs humanas, pesquisadores do Centro de Terapia Celular (CTC) de Ribeirão Preto identificaram vias de sinalização envolvidas tanto na manutenção da pluripotência como na indução do processo de diferenciação – descoberta que abre novas perspectivas para as pesquisas na área.

Resultados do estudo, apoiado pela FAPESP, foram divulgados na revista Stem Cell Research & Therapy. O CTC é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID-FAPESP) sediado na Universidade de São Paulo (USP).

“Com base nessas informações, podemos pensar no desenvolvimento de drogas para facilitar o cultivo de CTEs em laboratório e até mesmo para fazer com que essas células regridam ao estágio mais inicial de desenvolvimento, denominado naive, no qual a capacidade de originar qualquer tipo de tecido é maior”, disse Rodrigo Alexandre Panepucci, pesquisador da Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto e coordenador do trabalho.

Clique aqui e confira a reportagem completa publicada na Agência FAPESP.

Compartilhe:

Artigo apresenta projeto de ensino de genética e imunologia do câncer para alunos do ensino básico

Os pesquisadores/orientadores do programa Pequeno Cientista, da Casa da Ciência do Hemocentro RP, publicaram o artigo “Genética e Imunologia do Câncer para alunos do ensino básico: relato de uma experiência”, na última edição da Revista Brasileira de Extensão Universitária da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

O artigo apresenta as etapas de desenvolvimento do projeto de extensão intitulado “A genética dos soldados contra o câncer”, que teve como objetivo principal compartilhar conhecimentos acadêmicos acerca da gênese, genética e imunologia do câncer com alunos da rede básica de ensino e com a comunidade.

O câncer é um assunto frequente na mídia e no cotidiano de muitos estudantes, uma vez que ainda representa um problema de saúde pública com elevado apelo emocional e social. A falta do senso crítico no processo de ensino e aprendizagem é evidenciada pela defasagem de informações e conceitos científicos básicos durante a formação escolar.

A proposta contou com a participação de nove alunos da rede básica de ensino, orientados por três pós-graduandos, durante 12 encontros semanais com uma hora de duração. As aulas foram expositivas argumentativas e práticas, tendo sido utilizadas como ferramentas pedagógicas jogos, debates, infográficos e vídeos.

A abordagem de uma temática pertinente à realidade dos alunos e o uso de estratégias pedagógicas alternativas possibilitou a apropriação do conhecimento e a assimilação significativa dos conceitos abordados. Dessa forma, o projeto contribuiu para o processo de formação dos alunos e difusão destes conhecimentos à comunidade, além de viabilizar o exercício didático e crítico aos pós-graduandos.

O artigo completo está disponível no link: https://bit.ly/2OcU3ST

Casa da Ciência

A Casa da Ciência teve início em 2001 e integra as atividades educacionais do Centro de Terapia Celular da USP, um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP, e do Hemocentro RP.

Compartilhe:

Hemocentro fará coleta em Morro Agudo sábado, 20/07

A equipe de coleta de externa do Hemocentro de Ribeirão Preto estará, neste sábado, 20/07, em Morro Agudo, para mais uma manhã de coleta de sangue, que vai acontecer das 7h às 12h.

A coleta será na Escola Maria Amália Volpon Figueiredo, na rua Barão do Rio Branco, 722. Para doar sangue é necessário ter entre 18 anos e 69 anos, ter boa saúde e pesar mais de 50 quilos. Menores de 18 anos podem doar com autorização dos pais ou responsáveis.

Compartilhe:

I Workshop de Pós-Graduação

O I Workshop de Pós-Graduação em Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular tem como objetivo reunir e permitir a interação acadêmica e científica entre os discentes e docentes dos Programas de Pós-graduação da FMRP USP. 

O evento será realizado no Hemocentro de Ribeirão Preto, em 29 de agosto de 2019, das 8h15 às 17h.

O evento incluirá palestras que têm como destaque o empreendedorismo e inovação, terapia celular e medicina de precisão, além da divulgação dos projetos e produção científica relacionados aos Programas de Pós-graduação da FMRP USP. 

Os resumos na categoria de mestrado e doutorado serão apresentados no formato de apresentação oral ou visita guiada e os melhores trabalhos serão premiados.

O evento terá a presença da Coordenação do Evento, Coordenação do Programa de Pós-graduação em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular, Coordenação da Comissão de Pós-graduação da FMRP USP e do Diretor Presidente da FAPESP. 

Os palestrantes incluem membros do SUPERA Parque, o Prof. Dr. David F. Stroncek do National Institutes of Health (EUA) e o Prof Dr Leandro Colli da FMRP USP.

Para se inscrever ou saber mais acesse: http://ceduc.fmrp.usp.br/workshop/

Compartilhe:

Bolsa CAPES – Programa de Pós-Graduação em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular da FMRP-USP

O Programa de Pós-Graduação em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular da FMRP-USP oferece uma bolsa de pós-doutorado, concedida pela CAPES. As inscrições devem ser realizadas do dia 20/06 a 15/07/2019.

Clique aqui para conferir a documentação necessária que deve ser enviada para o e-mail: ppg.octc@usp.br.

A avaliação dos candidatos será realizada em duas etapas. Na primeira será feita a análise do curriculum, análise do projeto e análise do plano de trabalho. Na segunda etapa será medido o desempenho durante a arguição do projeto perante comissão julgadora em entrevista presencial ou por Skype.

O processo seletivo será realizado por comissão julgadora constituída de três docentes do PPG em Oncologia Clínica, Células Tronco e Terapia Celular da FMRP-USP. A segunda etapa será realizada no dia 19/07, na Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto.

A divulgação dos resultados está prevista para o dia 29/07 e será  disponibilizada no site: http://ceduc.fmrp.usp.br/oncologia-clinica/.

Mais informações pelo telefone (16) 3315-4603.

 

Compartilhe:

Participe do 29º Mural da Casa da Ciência

A Casa da Ciência realiza o “29º Mural” no dia 04/07, às 14h30, no Hemocentro de Ribeirão Preto.

A atividade marca o encerramento do semestre nos dois principais programas da instituição, o Adote um Cientista e o Pequeno Cientista.

Na reunião serão apresentados os avanços obtidos aos longo dos encontros semanais, entre alunos da rede básica de ensino e seus orientadores pós-graduandos, pesquisadores, docentes da USP e de outras universidades.

O Mural é aberto ao público e funciona nos moldes de um congresso científico, onde os estudantes trocam conhecimentos entre si, apresentam os trabalhos para o público em geral e são avaliados por pesquisadores convidados.

O Hemocentro RP está localizado próximo ao Campus da USP, na Rua Tenente Catão Roxo, 2501.

A Casa da Ciência teve início em 2001 e integra as atividades educacionais do Centro de Terapia Celular da USP, um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da FAPESP, e do Hemocentro RP.

Para mais informações sobre o projeto acesse o site: www.casadaciencia.com.br.

Compartilhe:

CTC-USP realiza o “2º Encontro Brasileiro de High Content Screening”

O Centro de Terapia Celular (CTC-USP) promove o “2º Encontro Brasileiro de High Content Screening”, de 15 a 19 de Julho, no Hemocentro de Ribeirão Preto.

O evento tem como objetivo divulgar abordagens de triagens funcionais baseadas em ensaios celulares em placas (utilizando, por exemplo, siRNAs, microRNAs, CRISPR ou drogas), assim como, métodos de análise celular multiparamétrica baseados em microscopia de fluorescência quantitativa automatizada (ou High Content Screening/Analysis – HCS/A).

O encontro traz nos dias 15 e 16/07, oito palestras científicas (três internacionais), além de mais duas mesas redondas com cinco palestrantes. Já nos dias 17, 18 e 19/07, serão ministrados três minicursos com atividades práticas.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo link: http://bit.ly/2Dtboz0.

O participante interessado em submeter resumo para pôster científico tem até o dia 15 de junho para realizar a inscrição pelo mesmo link acima.

As informações completas sobre todas as palestras, mesas e minicursos estão no site: www.hemocentro.fmrp.usp.br/hcs/.

Saiba mais sobre o High Content Screening:

Compartilhe:

Casa da Ciência abre inscrições para orientadores no projeto “Pequeno Cientista”

Estão abertas, até o dia 21 de março, as inscrições para os pesquisadores e pós-graduandos interessados em participar do programa “Pequeno Cientista” da Casa da Ciência. Os orientadores acompanharão grupos de alunos do ensino básico por um projeto de iniciação científica.

Os encontros acontecem todas as quintas-feiras, das 15h30 às 17 horas, no Hemocentro de Ribeirão Preto, durante o 1º semestre deste ano. As atividades começam no dia 28 de março e terminam no dia 27 de junho com o Mural, um evento aberto ao público em que os estudantes são avaliados pelos resultados alcançados, nos moldes de um congresso científico.

A parceria é essencial para que as ações da Casa tenham sucesso neste 19º ano de existência. A proximidade entre o pesquisador e aluno faz toda a diferença.

Os participantes terão direito a certificado referente à colaboração. A Casa da Ciência também desenvolve outros programas e projetos não-presenciais.

Os interessados devem conversar com a equipe pelo e-mail contato@casadaciencia.com.br ou pelo telefone (16) 2101-9308.

Visite também o site www.casadaciencia.com.br.

Compartilhe:

Estudo destaca relação entre câncer de pênis e mutações no genoma das mitocôndrias – Agência FAPESP

Peter Moon | Agência FAPESP – Um estudo publicado por pesquisadores brasileiros na revista Molecular Biology Reports sugere a existência de mutações no genoma mitocondrial que podem favorecer a progressão do tumor peniano.

O câncer de pênis é um tumor raro nos países desenvolvidos, representando cerca de 0,4% das neoplasias malignas em homens, na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil a incidência é bem maior. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), esse tipo de tumor corresponde a 2% de todos os casos de câncer que atingem o homem.

“É a primeira vez que se estuda o genoma mitocondrial para verificar alterações que possam estar relacionadas ao tumor peniano”, disse Wilson Araújo da Silva Junior, professor na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) e um dos autores principais do trabalho, que foi conduzido no âmbito do Centro de Terapia Celular (CTC), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) financiados pela FAPESP.

O tipo mais frequente do câncer de pênis é o carcinoma epidermoide, também denominado espinocelular ou escamoso, que representa 95% dos tumores malignos do pênis. Apesar de o câncer peniano ser uma doença com alto potencial de cura se identificada em estágios mais precoces, a demora no diagnóstico e na procura por tratamento específico é observada em mais de 50% dos casos.

O câncer peniano apresenta maior incidência em homens que vivem em regiões rurais e com idades a partir dos 50 anos, embora possa atingir os mais jovens. Está relacionado a baixas condições socioeconômicas e de instrução. A doença é causada principalmente pela falta de higiene íntima e tem forte prevalência em homens com fimose.

Clique aqui para conferir a reportagem completa.

Compartilhe:

Desbrave o mundo da Geologia na 15ª edição do projeto “Férias com Ciência”

Estão abertas as inscrições para a 15ª edição do projeto Férias com Ciência, promovido pela Casa da Ciência do Hemocentro de Ribeirão Preto. O tema deste ano é “Na Trilha das Rochas”.

O evento será realizado nos dias 29 e 30 de janeiro, das 14h30 às 17h, no MuLEC – Museu e Laboratório de Ensino de Ciências.

A equipe da Casa preparou diversas atividades relacionadas a Geologia e a História da Terra. Cada dia os alunos viverão uma proposta diferente dentro do assunto.

Para participar basta preencher o formulário no site www.casadaciencia.com.br, até o dia 27 de janeiro. Ao todo, são 40 vagas disponíveis gratuitamente para estudantes acima de 13 anos.

O MuLEC fica na Rua Clóvis Vieira, nº 27, no Campus da USP Ribeirão Preto. Mais informações pelo telefone (16) 2101-9308 ou pelo e-mail: contato@casadaciencia.com.br.

Compartilhe: