Autor Hemocentro

MS lança campanha 2017

No Brasil, cerca de 3,5 milhões de pessoas realizam transfusão de sangue.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                   

Ao todo, existem no país 27 hemocentros coordenadores e 500 serviços de coleta. Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da população – o Ministério da Saúde tem trabalhado para aumentar a taxa.

“O sangue é insubstituível. Ainda não existe nenhum tipo de medicamento que possa substituir o sangue. E quem precisa, só consegue graças à generosidade de quem doa. O importante é doar regularmente, pois com o frio e a seca, a tendência é diminuir os estoques”, explicou o coordenador da área de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormittag.

A expectativa para este ano é reforçar a importância dessa atitude. Para isso, a campanha, que começa a ser veiculada a partir desta quarta-feira (14), contará com jingle, vídeo e peças para redes sociais, além da distribuição de material gráfico nos estabelecimentos de saúde de todo país. 

“A campanha publicitária é de grande relevância, pois é preciso lembrar que sempre há uma vida para salvar. Nestes 27 anos que frequento o hemocentro tenho sido recebido com sorriso. O acolhimento é muito gratificante para quem doa um minutinho do seu tempo para salvar alguém”, disse o doador brasiliense Hélio Fonseca, que acumula mais de cem doações no hemocentro. 

BAIXA NOS ESTOQUES – No mês de junho, o Ministério da Saúde vem identificando uma modificação da rotina dos doadores de sangue, em decorrência das proximidades com as férias escolares, dos feriados de São João e mudança de estação. Tudo isso tem ocasionado uma baixa nos estoques de sangue no Brasil. A campanha visa uma mudança desse cenário, incentivado e fortalecendo a doação de sangue no país.

O perfil dos doadores de sangue se mantém estável ao longo dos últimos anos. Do total de doadores, 60% são do sexo masculino e 40% do sexo feminino. O maior percentual está na faixa etária a partir dos 29 anos, com 58% do total dos doadores, enquanto as pessoas de 16 a 29 anos representam 42%.

CONDIÇÕES PARA DOAR – No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco com o doador. É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como a Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que, frequentemente, necessitam de transfusão.

REFERÊNCIA – O Brasil é referência em doação de sangue na América Latina, Caribe e África. Desde 2009, a experiência brasileira é utilizada em cooperações técnicas com mais de 10 países para o fortalecimento e desenvolvimento da promoção da doação voluntária de sangue, qualificação da atenção integral à pessoa com Doença Falciforme e aperfeiçoamento da produção de hemocomponentes. Honduras, El Salvador e República Dominicana são exemplos de parceiros em projetos para o fortalecimento da doação voluntária de sangue.

Em 2016, o Ministério da Saúde, investiu mais de R$ 1 bilhão na rede de sangue e hemoderivados (hemorrede). Os recursos foram destinados ao fortalecimento da rede nacional do SUS para a modernização das unidades, qualificação dos profissionais e processos de produção da Hemorrede, além do fornecimento de medicamentos de alto custo a pacientes. Os investimentos incluem ainda a qualificação dos programas de atenção integral à pessoa com Doença Falciforme e aperfeiçoamento da produção de hemocomponentes.

Por Rebeca Valois, da Agência Saúde 
Atendimento à imprensa
(61) 3315-3580 / 2351

http://portalsaude.saude.gov.br

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/28742-ministerio-da-saude-lanca-campanha-para-incentivar-doacao-regular-de-sangue

http://portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/doesangue

Compartilhe:

Progresso no tratamento do diabetes tipo 1

Pesquisadores do Centro de Terapia Celular da USP publicam artigo sobre o progresso no tratamento do diabetes tipo 1.                                                             

Os avanços na pesquisa para o tratamento do diabetes tipo 1, conduzida pelo Centro de Terapia Celular (CTC USP), são destaque em reportagem publicada pela Agência FAPESP.

O grupo coordenado pelas pesquisadoras Maria Carolina de Oliveira Rodrigues e Belinda Pinto Simões publicou um artigo na revista Frontiers in Immunology, abordando as investigações realizadas e o desfecho clínico dos 25 pacientes incluídos no estudo.

Confira a reportagem completa.

Site: http://ctcusp.org/
Facebook: facebook.com/ctcusprp
Twitter: @ctc_usp

Compartilhe:

Curso Atualização em Hemoterapia (inscrições encerradas)

Estão abertas as inscrições para o curso de Atualização em Hemoterapia.                                                                             

O curso tem carga horária de 132 horas teórico-práticas para os profissionais que trabalham nas Agências Transfusionais, hospitais públicos e hospitais contratados pelo SUS com o objetivo de suprir a carência de conhecimento desses profissionais, melhorando assim a qualidade dos serviços oferecidos.

O período de inscrições: inscrições encerradas.

As aulas terão início em 02 de junho e serão realizadas uma vez por semana, às sextas-feiras, das 8 às 17 horas no Hemocentro de Ribeirão Preto.

Os documentos necessários para inscrição são:

  1. Requerimento de matrícula (original) Clique aqui para fazer o download.
  2. Cópia simples de:
  • Cédula de identidade (RG) – Não pode ser a CNH ou outro documento;
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física);
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Título de eleitor com o comprovante da última eleição;
  • Certificado de reservista (se pertinente);
  • Certificado de conclusão com histórico escolar da Graduação ou do Curso Técnico.

OBS.: Não serão realizadas inscrições com pendências de documentos.

Colocar em um envelope e enviar para:

HEMOCENTRO DE RIBEIRÃO PRETO
Rua Tenente Catão Roxo, 2501 – Monte Alegre.
Ribeirão Preto – SP
CEP: 14051- 140

Aos cuidados de Giovanna Fogagnolo (Gerência de Enfermagem)

 

Compartilhe:

Hemocentro RP

Assistência, ensino e pesquisa a serviço da vida.

Compartilhe:

Igreja Sara Nossa Terra realiza campanha Ribeirão Vermelho

A igreja Sara Nossa Terra organiza, desde primeiro de março, a primeira campanha “Ribeirão Vermelho”.                   

ribeirao-vermelho

O objetivo é gerar na sociedade multiplicadores da causa e abastecer o Hemocentro de

Ribeirão Preto todos os meses de março.

A campanha consiste em que cada doador desafie outras três pessoas a fazerem o mesmo. “O doador vem no Hemocentro tira uma foto com a marca da campanha e posta em sua própria rede social com a #RibeiraoVermelho”, explica Luis Graton.
 
A campanha foi organizada por Renê de Oliveira, um dos líderes do grupo Arena Jovem.

Ribeirao Vermelho_v1-01

Compartilhe:

E vai rolar a festa!

Comece o carnaval fazendo a alegria de alguém!                                                                             

Dúvidas e perguntas frequentes
Onde doar?
Antes de doar
Etapas da doação

Compartilhe:

XVII Curso de Verão

Começa na próxima segunda-feira o “XVII Curso de Verão: Genoma, Proteoma e o Universo Celular”, sediado no Hemocentro de Ribeirão Preto.

A iniciativa é promovida pelo Centro de Terapia Celular da USP e segue até o dia 10 de fevereiro. As vagas para os minicursos estão preenchidas e foram distribuídas para todos os Estados brasileiros e demais países da América Latina, de acordo com a demanda dos currículos enviados.

O objetivo do ciclo de encontros é oferecer aos alunos das áreas de Biologia, Saúde e Engenharia Química, a oportunidade de conhecer as diversas linhas de pesquisa do CTC, um dos 17 Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão apoiados pela FAPESP.

As aulas tem conteúdo teórico e prático, direcionados aos programas de pós-graduação da instituição. A duração do curso é de 80 horas, 40 horas de aulas teóricas e 40 horas de aulas práticas.

Confira a programação no site www.hemocentro.fmrp.usp.br/cursoverao2017.

Compartilhe:

Inscrições abertas para pós-graduação

Estão abertas as inscrições para os programas de pós-graduação em Biotecnologia e de Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP.

As inscrições vão até o dia 31 de maio, das 8 às 17 horas, na Rua Clóvis Vieira,  casa 27, no Campus de Ribeirão Preto da USP.

A seleção é composta por prova dissertativa e análise curricular. Serão disponibilizadas cinco vagas de mestrado profissional para área de Biotecnologia, oito vagas para o mestrado e doutorado na área de Diferenciação Celular Normal e Neoplásica e oito vagas para área de Células-Tronco e Terapia Celular.

O curso de Biotecnologia abrange conceitos básicos, estudo e desenvolvimento de processos e produtos biotecnológicos, além da compreensão dos fundamentos de bioinformática usados na rotina de um laboratório de Biologia Molecular.

O Programa em Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular busca a formação de profissionais para atuar tanto no campo acadêmico como no setor produtivo e governamental.

Para mais informações acesse o site ceduc.fmrp.usp.br. Os horários e os locais das etapas do processo seletivo devem ser consultados pelo e-mail: secretariaceduc@hemocentro.fmrp.usp.br ou pelo telefone 3315-4603.

Compartilhe:

Cursos: Medicina Transfusional e Hemoterapia Aplicada

Estão abertas as inscrições para os cursos de Hemoterapia e Medicina Transfusional.                                                   

São cursos teóricos anuais constituído por aulas mensais e que abordam temas da hemoterapia, predominantemente aqueles mais aplicados à prática. Destina-se a médicos hemoterapeutas ou médicos que trabalhem com hemoterapia, farmacêuticos, biomédicos, biólogos, enfermeiros e assistentes sociais que trabalhem na área, bem como a alunos de graduação e pós-graduação das referidas áreas.

As inscrições serão de 19/12/2016 à 31/01/2017

Escolha uma opção abaixo:

Hemoterapia Aplicada

Medicina transfusional

Compartilhe:

Medula Óssea

O transplante de medula óssea vem crescendo ano a ano no Brasil. Um dos centros de transplantes, no país, é o Hospital das Clínicas.

Compartilhe: