Pesquisa

A pesquisa é um dos pilares Hemocentro RP, com início desde sua criação e que recebeu reforço em 2000 com a criação do Centro de Terapia Celular, um projeto CEPID/FAPESP (Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Em 2008 foi aprovado um novo projeto multicêntrico, o INCTC (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Células-Tronco e Terapia Celular), que recebeu recursos do CNPq (Conselho Nacional para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e da FAPESP.

Em 2013, a FAPESP aprovou um novo projeto CEPID que permitiu a continuidade de pesquisas na área de Terapia Celular. O próximo passo é avançar na área de Terapia Celular no Câncer.

Para o desenvolvimento de projetos de pesquisas, o Hemocentro RP conta com o apoio financeiro de várias agências de fomento, como a FAPESP, CNPq, Finep, BNDES, Capes, Opas e Ministério da Saúde, entre outras.

Esses recursos mantém a estrutura de pesquisa composta por laboratórios de Criobiologia, Transferência Gênica , Cultura Celular, Biologia Molecular, Biologia Celular, Citometria de Fluxo, Genética Molecular, Bio-informática, Terapia Celular,  Citogenética e Imunofluorescência, Estudos Animais e Centro Químico de Proteínas, que juntos compõe área total de 2.200m2.