Pesquisa

Revista destaca o desafio das “mães pesquisadoras”

A Revista Revide trouxe na última edição uma reportagem especial sobre o desafio de ser mãe e pesquisadora no Brasil. Para isso, ela reuniu depoimentos de cientistas referências nas suas áreas!

Dentre elas, as pesquisadoras do Hemocentro de Ribeirão Preto e CTC-USP: Dra. Simone Kashima, Dra. Virginia Picanço, Dra. Amanda Mizukami e Dra. Evandra Rodrigues.

Confira a matéria completa na Revista Revide: https://www.revide.com.br/edicoes/impressa/view/1213/

Revista destaca o desafio das “mães pesquisadoras” Read More »

Médico do Hemocentro fala sobre o tratamento com células CAR-T. Quatro pacientes foram chamados para iniciar o estudo clínico

Nesta segunda (8) é o Dia Mundial do Combate ao Câncer, e Ribeirão Preto é referência nas pesquisas e no tratamento da doença. O HC, em parceria com a USP e o Hemocentro de Ribeirão Preto, desenvolve um tratamento que está entre os mais avançados no país, com os testes da terapia Car-T Cell.

Médico do Hemocentro fala sobre o tratamento com células CAR-T. Quatro pacientes foram chamados para iniciar o estudo clínico Read More »

Lançamento do Estudo Clínico CARTHEDRALL, da operação do Nutera-RP e do Projeto Genomas SUS

Um dia especial, pede uma narrativa completa! Preparamos uma vídeo-reportagem com a visita da Ministra da Saúde, Nísia Trindade, ao Hemocentro de Ribeirão Preto, na última segunda-feira (25/03).

Acompanhada de autoridades do Governo Federal, Estadual e Municipal, a ministra lançou oficialmente três iniciativa marcantes na história da ciência brasileira: o Estudo Clínico com a Terapia Celular CAR-T (CARTHEDRALL), a inauguração operacional do Núcleo de Terapia Avançada (Nutera-RP) e o Projeto Genomas SUS.

Aproveitamos para agradecer toda a divulgação realizada pela imprensa e Institutos parceiros!

Para mais informações sobre o Estudo Clínico, acesse o site: https://www.hemocentro.fmrp.usp.br/terapia/.

Lançamento do Estudo Clínico CARTHEDRALL, da operação do Nutera-RP e do Projeto Genomas SUS Read More »

Ministra da Saúde visita Ribeirão Preto e inaugura operação da “fábrica de células”

A Ministra da Saúde, Nísia Trindade, participou na última segunda-feira (25/03), do lançamento oficial do Estudo Clínico com a Terapia Celular CAR-T (CARTHEDRALL) e da inauguração operacional do Núcleo de Terapia Avançada (Nutera), localizado no Hemocentro de Ribeirão Preto, no campus da USP.

A cerimônia foi conduzida pelo Diretor-presidente do Hemocentro RP e Pró-reitor de Pós-graduação da USP, Rodrigo Calado, e pelo Diretor do Instituto Butantan, Esper Kallas, juntos eles apresentaram para a ministra a “fábrica de células”, onde acontece a produção da Terapia CAR-T. Também estiveram presentes o Secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e do Complexo Econômico-Industrial da Saúde do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, o Deputado Federal, Baleia Rossi, o Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Eleuses Paiva, o Presidente da Fiocruz, Mario Moreira, o Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo, Vahan Agopyan, o Diretor-geral substituto do Instituto Nacional de Câncer (INCA), João Paulo de Biaso Viola, o Diretor da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), Rui Ferriani, e o Superintendente do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), Ricardo Cavalli.

A Ministra da Saúde destacou a importância do trabalho em equipe que envolveu Instituições, pesquisadores, médicos e equipe técnica. Ela ressaltou a importância que o Governo Federal dá a inovação e a terapia celular como instrumento a favor da saúde pública e da vida. “Esse estudo clínico multicêntrico certamente nos permitirá fazer chegar à população um tratamento revolucionário”.

O Secretário, Carlos Gadelha, falou sobre o empenho da ministra para o avanço da pesquisa e inovação nacional. “O recurso da ciência, tecnologia e educação é o recurso mais estratégico para que a tragédia da pandemia não se repita em outras áreas como a do câncer”.

O dia marcou também o começo de mais uma iniciativa fundamental para a saúde dos brasileiros, o “Projeto Genomas SUS”, apoiado pelo Ministério da Saúde. A rede, que envolve diversas Instituições de pesquisa, dentre elas a USP, a FMRP-USP e o Hemocentro RP, será focada na caracterização dos aspectos genômicos que impactam o processo saúde-doença da população.

Estudo Clínico CARTHEDRALL

A iniciativa pioneira vai avaliar o uso de células CAR-T para o tratamento de 81 pacientes com leucemia linfoide aguda de células B e linfoma não Hodgkin de células B, em cinco hospitais paulistas, de forma gratuita. O objetivo é desenvolver um produto nacional e disponível para o Sistema Único de Saúde (SUS). Mais informações sobre o projeto e como participar, no site: https://www.hemocentro.fmrp.usp.br/terapia.

A Terapia CAR-T estava disponível apenas de forma experimental e limitada, desenvolvida pelo Centro de Terapia Celular (CTC-USP) e Hemocentro RP, em parceria com o HCFMRP-USP. Desde 2019, 20 pacientes receberam o tratamento de forma compassiva. Foram pessoas gravemente doentes que não tinham outras opções clínicas disponíveis. Todos os casos apresentaram remissão do câncer.

CAR-T – As células CAR-T representam uma fronteira inovadora na terapia celular. Esta abordagem terapêutica integra a biotecnologia, a engenharia genética, a imunologia e a hematologia para reprogramar as células do próprio paciente no combater ao câncer de maneira mais eficaz.

Estudo – O Estudo Clínico foca em pacientes que não tiveram resposta ou apresentaram recidiva da doença após tratamentos convencionais, como quimioterapia e transplante de medula óssea.A Terapia CAR-T desenvolvida alveja especificamente o antígeno CD19, encontrado na leucemia linfoide aguda de células B e no linfoma não Hodgkin de células B.

Nutera – A operacionalização do Nutera, com unidades em São Paulo e Ribeirão Preto, amplia a capacidade de produção de terapias celulares avançadas e solidifica a infraestrutura necessária para o desenvolvimento e aplicação desses tratamentos inovadores no Brasil. Este avanço representa um passo importante na luta contra o câncer, oferecendo esperança renovada a muitos pacientes por meio de tratamentos mais eficazes e personalizados.

O Nutera é fruto da colaboração entre o Hemocentro de Ribeirão Preto, a Universidade de São Paulo (USP), Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP) e o Instituto Butantan, com apoio de instituições de fomento à pesquisa, como FAPESP, CNPq e PRONON.

Início – O Estudo Clínico é resultado do projeto-piloto de cooperação técnica regulatória da Anvisa para o desenvolvimento de terapias avançadas para o SUS e foi financiado por recursos do Ministério da Saúde – PROCIS, marcando avanço significativo na disponibilização da Terapia Celular CAR-T no Brasil.

O Nutera Ribeirão Preto, já operacional, representa um salto qualitativo na capacidade de tratamento de pacientes com câncer, prometendo atender as necessidades dos participantes do Estudo Clínico em curso e, futuramente, expandir o atendimento para até 300 pacientes anualmente, garantindo a manutenção de altos padrões de qualidade e segurança conforme as Boas Práticas de Fabricação (BPF).

Ministra da Saúde visita Ribeirão Preto e inaugura operação da “fábrica de células” Read More »

25 de março de 2024 se tornou um marco na história da ciência brasileira

A ministra da Saúde, Nísia Trindade Lima, esteve no Hemocentro de Ribeirão Preto, acompanhada de representantes do Governo Federal e do Estado de São Paulo, para o lançamento oficial do Estudo Clínico CARTHEDRALL, voltado ao tratamento de pacientes com leucemia linfoide aguda de células B e linfoma não Hodgkin de células B, e para a inauguração operacional do Núcleo de Terapia Avançada (Nutera-RP), a “fábrica de células”.

O dia marcou também o começo de mais uma iniciativa fundamental para a saúde dos brasileiros, o “Projeto Genomas SUS”, apoiado pelo Ministério da Saúde. A rede, que envolve diversas Instituições de pesquisa, dentre elas a Universidade de São Paulo, a Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto / USP e o Hemocentro RP, será focada na caracterização dos aspectos genômicos que impactam o processo saúde-doença da população.

Confira as fotos!

25 de março de 2024 se tornou um marco na história da ciência brasileira Read More »

Fantástico destaca em reportagem a terapia com as células CAR-T

O Fantástico levou ao ar no último domingo, 25/02, uma reportagem especial sobre o combate ao câncer com o uso da terapia celular CAR-T. A notícia destacou o tratamento contra a leucemia linfoide aguda de células B e o linfoma não Hodgkin de células B desenvolvido no Hemocentro de Ribeirão Preto/CTC-USP, em parceria com o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), a Universidade de São Paulo e o Instituto Butantan.

A terapia com células CAR-T é considerada um dos tratamentos mais inovadores da medicina e representa uma revolução na área da saúde. Ela é personalizada e utiliza as células de defesa do próprio paciente para combater a doença. Algumas vantagens da terapia são: redução do uso de remédios para a dor; possibilidade de remissão total ou parcial do câncer; diminuição da necessidade de sessões de quimioterapia.

O Hemocentro RP foi escolhido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser o responsável pelo Estudo Clínico que vai incluir 81 pacientes com leucemia linfoide aguda de células B e linfoma não Hodgkin de células B, de forma gratuita. O objetivo é desenvolver um produto nacional e disponível para o Sistema Único de Saúde (SUS). Mais informações no site: https://www.hemocentro.fmrp.usp.br/terapia/.

Clique aqui para assistir ao vídeo!

Fantástico destaca em reportagem a terapia com as células CAR-T Read More »

Hemocentro RP recebe evento internacional com foco na pesquisa do câncer

O Hemocentro de Ribeirão Preto sedia nos dias 22 e 23/02 o evento “AACR on Campus – Defeating Cancer through Global Education and Training”. A iniciativa, promovida pela American Association for Cancer Research (AACR), pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e pela USP, traz aos profissionais em início de carreira: perspectivas, tendências e inovações mundiais, na pesquisa e tratamento do câncer.

O encontro também marca a inauguração do Centro de Estudos e Tecnologias Convergentes para Oncologia de Precisão da USP (C2PO). A Instituição combinará educação e pesquisa para fomentar a descoberta de novas formas de diagnóstico e tratamento do câncer no Estado de São Paulo, além de capacitar profissionais no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O C2PO tem como coordenador o Prof. Dr. Roger Chammas e vice-coordenador o Prof. Dr. Leandro Colli. As sedes serão o Icesp e o Centro de Oncologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).

O Prof. Dr. Rodrigo Calado, diretor-presidente executivo do Hemocentro RP e Pró-reitor de Pós-Graduação da USP, participou da abertura e foi um dos palestrantes do congresso.

Hemocentro RP recebe evento internacional com foco na pesquisa do câncer Read More »

Série “Ciência para Todos” apresenta no Canal Futura o combate ao câncer com as células CAR-T

O Canal Futura exibiu o episódio “Combate ao Câncer”, na última segunda-feira (08/01). O programa integra a nova temporada da série “Ciência para Todos” e apresentou detalhes da pesquisa com a terapia celular CAR-T, realizada pelo Hemocentro de Ribeirão Preto/CTC-USP em colaboração com o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), a Universidade de São Paulo e o Instituto Butantan.

📌 A produção também está disponível on-line. Clique aqui para assistir!

O “Ciência Para Todos” é uma parceria da FAPESP e Fundação Roberto Marinho/Canal Futura, com o objetivo de estimular o interesse pela ciência, divulgar resultados de pesquisas, fortalecer e valorizar a educação, sempre oferecendo conteúdo de qualidade e interessante para todas as idades.

Com 13 capítulos semanais, a série traz entrevistas com pesquisadores e o público em geral sobre os impactos sociais e econômicos dos estudos científicos e tecnológicos financiados pela FAPESP, além de reforçar o valor da ciência brasileira para o desenvolvimento do país.

Série “Ciência para Todos” apresenta no Canal Futura o combate ao câncer com as células CAR-T Read More »

Estudo Clínico com células CAR-T recebe R$ 100 milhões de investimento do Ministério da Saúde

Excelente notícia para a continuidade do Estudo Clínico com as células CAR-T! O Ministério da Saúde concedeu R$ 100 milhões para o financiamento da pesquisa que combate a leucemia linfoide aguda de células B e o linfoma não Hodgkin de células B. O apoio será realizado por meio do “Novo Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC-Saúde)”.

O diretor-presidente do Hemocentro de Ribeirão Preto, Prof. Dr. Rodrigo Calado, destacou em entrevista ao Portal G1  – “Este tipo de projeto que coloca ideias científicas na prática, na vida das pessoas, só é possível porque é institucional e reúne grupos com expertises complementares: a USP, por meio da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (HCFMRP-USP), por meio do seu Hemocentro, e o Instituto Butantan, com sua competência fabril farmacêutica”. O médico também agradeceu a colaboração da FAPESP, do CNPq e da Anvisa no desenvolvimento e aprovação da iniciativa.

Clique aqui e confira a reportagem completa do G1 São Paulo.

📌 Todas as informações sobre o Estudo Clínico de fase 1/2 que vai incluir 81 pacientes, de forma gratuita, podem ser encontradas no site: www.hemocentro.fmrp.usp.br/terapia.

Estudo Clínico com células CAR-T recebe R$ 100 milhões de investimento do Ministério da Saúde Read More »

Estudo aponta que brasileiros com anemia falciforme vivem 37 anos a menos

Uma nova técnica para o tratamento da anemia falciforme, que envolve a edição genética CRISPR-Cas9, repercutiu nas últimas semanas com a liberação no Reino Unido e Estados Unidos. No Brasil, a doença está entre as mais prevalentes e com alta taxa de mortalidade.

Um estudo coordenado pela médica do Hemocentro de Ribeirão Preto, Dra. Ana Cristina Silva Pinto, apontou que a enfermidade é responsável por reduzir a sobrevida em 37 anos em comparação à população geral. A pesquisa foi publicada na revista científica “Blood Advances” e está disponível no link: https://doi.org/10.1182/bloodadvances.2022008938.

A anemia falciforme causa alterações nos glóbulos vermelhos (hemácias), tornando-os parecidos com uma foice. Um dos tratamentos possíveis é o transplante de células-tronco hematopoiéticas (capazes de se diferenciar em todas as células do sangue), retiradas da medula óssea de um doador saudável.

O procedimento foi incluído no rol do Sistema Único de Saúde (SUS), em 2015. Parte das evidências científicas que contribuíram para a incorporação na rede pública foi produzida em trabalhos realizados no CTC-USP, Hemocentro RP e Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP).

Confira a reportagem divulgada na Revista VEJA.

Estudo aponta que brasileiros com anemia falciforme vivem 37 anos a menos Read More »

Rolar para cima